• Apostolado FERR

A cegueira espiritual (Homilia)




HOMILIA

A CEGUEIRA ESPIRITUAL

Cæcus quidam sedebat.


Os Santos Padres unanimemente têm visto neste infeliz a imagem do pecador afundado na cegueira espiritual.


Naturalmente, a privação da vista merece e provoca a compaixão; toda a gente compreende as privações a que um cego está condenado.


Sobrenaturalmente, a cegueira deixa na indiferença, não só a vítima dela, mas também aqueles que com ela privam, porque não se aprecia o valor duma alma nem se atenta no lamentável estado que ela se encontra da luz divina... Oculos habent, et non videbunt.


Sob o aspecto moral, há milhões de homens que se parecem com os simulacros dos ídolos de que os profetas mofavam!...


Consideremos: 1.º o que é a cegueira espiritual, 2.º as suas causas,3.º os seus efeitos, 4.º os seus remédios.


I - O que é a cegueira espiritual.

1.ª É uma espécie de insensibilidade ou estupidez moral que, interceptando ou diminuindo a luz da graça necessária à alma, nos impede de ver, de compreender e apreciar as coisas divinas. Afeta este mal a inteligência e produz o enfurecimento do coração, isto é, da vontade que não se deixa influenciar pelo bem, nem pela beleza da virtude, nem pelo atrativo do prêmio, nem pelo temor do castigo.


2.ª É evidente que a cegueira (ignorância) voluntária e afetada é pecado: por exemplo, nos ateus e hereges de má fé que recusam instruir-se;... nos ímpios libertinos e voluptuosos que não querem ouvir falar nas verdades eternas para mais sem escrúpulo viverem na desordem;... em certos cristãos que, para não ouvirem a voz da consciência, negligenciam instruir-se nos deveres de estado, de justiça, de caridade;... enfim nos infiéis que, podendo facilmente conhecer e abraçar a verdadeira fé, obstinadamente fecham os olhos à luz divina.

A todos estes se aplicam as palavras do Espirito Santo: Noluit intelligere ut bene ageret... Revelatur ira Dei de cœlo super impietatem et iniustitiam hominum eorum, qui veritatem Dei in iniustitia detinent... ita ut sint inexcusabiles... Esta cegueira impede o homem de fazer render os talentos que Deus lhe confiou...


3.ª Esta cegueira é tanto mais culpável quanto maiores foram a malícia que a produz e o abuso da graça... Faraó, apesar das ameças de Deus, dos flagelos caídos sobre o reino, dos rogos dos cortesãos, teimou em reter os Hebreus. Pode, acaso, imaginar-se obstinação maior?... A cegueira dos Judeus, que os leva até o deicídio, a de Judas, apóstolo que trai o Amigo e o Mestre, atingem o mais elevado grau da malícia... Pilatos foi, sem dúvida, menos culpado... De igual modo são menos desculpáveis os maus cristãos que aqueles que ignoram a verdade...


II - Causas da cegueira espiritual.

1.ª O demônio, sempre pai do orgulho, da mentira e do erro, é hábil em injetar o seu veneno nas almas, em cegá-las!... O perigo é mais grave porque ele não recorre, habitualmente, à força declarada, mas sabe insinuar-se em tudo e armar ciladas mesmo com o bem para nos fazer cair...


Foi assim que sucumbiu Eva, é assim que ainda hoje sucumbem, ou permanecem sob a sua tirania muitas almas.


2.ª As paixões eos vícios que obscurecem o espírito e degradam a alma.

O orgulho:Vede Faraó, Nabucodonosor e tanto homens célebres de hoje que se não rendem à verdade porque têm a sua verdade!... a cólera, o ódio, a inveja: Vede Caim, os irmãos de José, Saul, Aman, Herodes; quantos crimes se praticam diariamente sob o seu impulso!... a sensualidade e a corrupção do coração: Vede Holofernes, Salomão já velho, e os dois tentadores da casta Susana: tantos cedros do Líbano tombados ao seu sopro!...


A ambição e interesse próprio que levam à prática de desonestidade, injustiças, roubos, fraudes, maledicências, calúnias: Vede Acabe e Jezabel, Antíoco, Judas, Simão Mago;... a ociosidade que multum malitiam docuit, conforme o testemunho do próprio Espírito Santo e que foi uma das causas da destruição de Sodoma...


3.ª O pecado, causa e pena da cegueira, porque Deus, para o punir, recusa ao homem determinadas luzes e graças especiais, necessárias para trilhar o caminho reto... Excœcavit Deus oculos eorum... Ambilabunt ut cœci, quia a Deo peccaverunt... Excœca cor populi huius... “Quem, diz Santo Agostinho, se afaste da verdadeira luz, isto é, de Deus, torna-se imediatamente cego; não sente logo o castigo, mas está já sendo vítima dele”. Terrívez exemplo o de S. Pedro, cuja presunção lhe obscureceu tanto a razão, que ousou contradizer, cara a cara, a profecia mais explícita de N. Senhor; pesada foi a queda que se seguiu!... “Abyssus abyssum invocat”...


Incontestavelmente, a cegueira e o endurecimento do coração são o castigo mais tremendo do pecado e quanto mais se peca, mais aumentam as trevas e mais espesso se torna o véu que se interpõe entre Deus e a alma: “In peccatis tenebræ densæ, diz S. Gregório; peccata ad imas et summas tenebras ducunt”.


Consideremos isto com a máxima atenção; é o Espírito Santo a advertir-nos de que: Impius quum in profundum venerit peccatorum, contemnit (Vide ainda Epist. ad Rom., I, 21-23). Quanto é lamentável o estado duma alma caída na cegueira!...


4.ª A educação viciosa produz igualmente a cegueira espiritual, embora, então, menos imputável, porque parte da responsabilidade recai sobre os pais, educadores ou superiores que foram infiéis ao seu dever.


De fato, duma fonte envenenada ou lodosa não correrá senão água envenenada ou turva, imprópria para o consumo. É impossível que o escândalo dos maus conselhos ou dos maus exemplos dum pai, dum professor ímpio ou vicioso, obstinados na incredulidade ou cegos pelas paixões não influa na mentalidade e nos costumes dos filhos ou discípulos: “Tal pai, tal filho”, diz o ditado.


Quis Deus, no tempo de Davi, que aos filhos de Israel se narrassem todas as extraordinárias maravilhas e milagres de que era feita a sua história para que eles se não assemelhassem a seus pais, ne fiant sicut patres eorum. generatio prava et exasperans...


Se do seio duma família foi afastado Deus e a sua lei bem fracos meios se deixam aos filhos para reagirem contra as inclinações más e a perniciosa influência ambiente.


Oxalá que à hora da morte, de ninguém dessa casa se possa repetir o baldado voto de Jesus: “Bonum erat ei si natus non fuisset homo ille”!...


5.ª Enfim, as más companhias e as más leituras são meios mais que aptos a gerar a cegueira do espírito e o endurecimento do coração...

A palavra divina é formalíssima: Corrumpunt bonos mores colloquia mala. Non potest arbor mala bonos fructus facere.


O ditado é popular mas cheio da sabedoria que dá a experiência: “Diz-me com quem andas e dir-te-ei as manhas que tens...” Não poderá alegar atenuantes aquele que envenena o espírito e o coração na convivência com os maus e com a leitura deletéria. Quem quiser ser honesto tem de cortar com os libertinos e abster-se de tais livros, por qui amat periculum, in illi peribit...


III - Efeitos da cegueira espiritual.

1.º Aniquila a sensibilidade moral e paralisa o espírito de fé.

O espírito torna-se impermeável aos mistérios da religião, deixa-se de crer, porque a fé é a vista da alma... Confitentur se nosse Deu,, factis autem negant... Quando a vida condena não só a doutrina do Cristianismo mas o seu divino Fundador, que valor manterá ainda o nome de cristão?


2.º Faz perder simultâneamente a docilidade e o dom da sabedoria. A alma cega não quer ouvir a voz de Deus nem a dos seus ministros. Abandona o cumprimento dos deveres religiosos, esque ce as obrigadções contraídas no batismo, não se emociona com as verdades eternas, é insensível à ideia da salvação!... Vive das suas sensações ainda que malsãs, e segue os seus caprichos: Sedebat mendicans... Non percipit ea quæ sunt Dei... Homo cum in honore esset, non intellexit, comparatus est iumentis insipientibus, et similis factus est illis... Vede os dois filhos de Heli: filii Belial, nascientes Dominum...


3.º Não só é causa de pecado, mas gera o hábito de pecado, melhor, a cegueira é o mais funesto dos hábitos. O homem que caminha de olhos vendados cairá infalivelmente ao primeiro obstáculo que se lhe oponha; um cego pode ser guiado para toda a parte sem saber onde se encontra.


O homem atingido de cegueira espiritual, torna-se um boneco nas mãos do demônio que o conduzirá à vontade e o fará cair, sem resistência, em todas as desordens e pecados...


Os judeus recusaram-se obstinadamente a abrir os olhos aos milagres e à vida de Jesus - e renegaram-no e crucificaram-no! O ódio fanatizou tanto este pobre povo que permanece, ainda hoje, insensível ao seu crime...


Muitos cristãos há que se cegam a si mesmo e, caídos nos mais abomináveis pecados, não podem ter desculpa!...


“Os cegos, diz S. F. de Sales, não vendo o Rei que está diante de si, esquecem facilmente a sua presença e ainda mais facilmente perdem o respeito e a reverência que lhe são devidos”. Non audivit populus meus vocem meam... “Tu vero repulisti et despexisti: distulisti Christum tuum”...


4.º Destroi a vida sobrenatural da alma, a sua vida divina: Nomen habes quod vivas, et mortuus es... Fá-la inimiga de Deus e expõe-na à sua cólera: Se dissermos que somos amigos de Deus, diz S. João, e andarmos em trevas, mentimos.


Poderá, acaso, haver relação algumas ente Deus, Lux vera, e o pecado que é noite, trevas, morte? Quæ societas ad tenebras?... Obscurentur oculi eorum ne videant... Et funde super illos iram tuam, et furor iræ tuæ comprehendat eos...


5.º Gera toda a espécie de tentações: Posuisti tenebras, et facta est nox, in ipsa pertransibunt omnes bestiæ sylvæ. É oculto nestas trevas que os demônios vêm procurar as suas vítimas como as feras das florestas e os salteadores dos caminhos...

Conhece-se mais que bem o resultado final!


À imitação do Senhor, que tentavit electos et invenit illos dignos se, também Satanás faz a experiência e, aí! encontra milhares de infelizes dignos se...


6.º Conduz à cegueira, como já dissemos, ao endurecimento do coração, à impenitência final, enfim, à reprovação e ao inferno: “O meu povo não quis ouvir a minha voz, Israel não me escutou: abandonei-os a todos os desejos do seu coração... Eu os abandonarei e lhe esconderei a minha face,... Não seguiram os meus caminhos: disse-lhes na minha cólera: não entrarão no meu reino,... serão lançados nas trevas exteriores”...

Temamos, pois, a cegueira espiritual!... E como curá-la?


IV - Remédios contra a cegueira espiritual.

Observemos o que fez o cego do Evangelho para curar-se do seu mal.


1.º Este homem, ao ouvir o rumos dos transeuntes, informa-se do que se passa.

Exemplo vivo do que deveriam fazer os cegos espirituais: atentos ao rumor da graça que adeja sobre eles, prontos a instruir-se e a ouvir a palavra divina que é a voz de Deus.


Ah! que se eles quisessem desprender-se um pouco do mundo e compreender a voz que interiormente lhes segreda: Ierusalem, Ierusalem, convertere ad Dominum Deum tuum!... Se eles quisessem refletir sobre as grandes verdades que jazem, não extintas mas veladas no fundo da sua alma: Memorare novissima tua!... Redite, prœvaricationes ad cor!... o milagre repetir-se-ia.


Clamando por Jesus, ensina-nos o pobre cego a orar com confiança, perseverança e desejo de sermos curados;... a pedir fé, luz e graça: Deus meus, illumina tenebras meas,... oculos meos... A oração é força poderosa que, depressa, traz Deus até junto de nós para nos atender!...Prope est Dominus omnibus invocantibus eum...


3.º A sua prontidão em aproximar-se de Jesus, diz-nos que nos ergamos sem demora, sem resistência à graça, que sacudamos o torpor e, apesar das contradições e embaraços fomentados pelo demônio e seus acólitos, nos prostremos aos pés de Jesus: Accedite ad eum, et illuminamini... Surgam, como diz o pródigo, et ibo ad patrem... com a certeza de que ele tudo nos perdoará.


4.º Domine, ut videam. Oxalá o pobre cego espiritual compreenda o estado de decadência espiritual em que se precipitou e chore com humildade os seus pecados!...


5.º E seguia Jesus glorificando a Deus. Pobre alma, Jesus restituiu-te a vista; guarda de hoje em diante, a tua lâmpada muito acesa e não permitas que, no futuro, se extinga de novo a luz divina que te ilumina: Sint lucernæ ardentes in manibus vestris...


Jesus é a luz do mundo, é o farol que alumia o caminho da nossa peregrinação na terra, quem o seguir não o naufragará mas qui elongant se a te, peribunt...


Conclusão. - Irmãos caríssimos, temamos a cegueira espiritual, evitemos cuidadosamente as suas causas.

Mantenhamo-nos estreitamente unidos a Jesus que é via veritas, et vita...

Quem o segue não anda nas trevas, sed habebit lumen vitæ. É esta a mais desejável graça para todos nós. Amém.



MISSA DO DOMINGO DA QUINQUAGÉSIMA


Por Padre Thiriet, PLANOS DE HOMILIAS, 1953.


#thiriet #homilia #sermao #cego #missatridentina

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Pinterest
  • Facebook ícone social

© 2020 Apostolado FERR - Forma Extraordinária do Rito Romano