A MISSA NOS DOMINGOS E FÉRIAS




1. Todos os Domingos, seja de I ou II classe, possuem Missa própria. Contudo, os Domingos da Epifania, que se trasladam entre o XXIII e XXIV Domingo depois de Pentecostes tomam as antífonas do Introito, do Ofertório e da Comunhão, assim como o gradual e o Aleluia com seu verso, do XXIII Domingo depois de Pentecostes, conservadas, porém, as orações, Epístola e Evangelho próprios.


2. Igualmente, tem Missa própria as férias do Tempo da Quaresma e da Paixão, assim como as Têmporas de setembro. Nas demais férias diz-se a Missa do Domingo precedente, da qual tomam também as orações, sempre que se deva comemorar a féria, a não ser que as rubricas provejam outra coisa.


3. Nos sábados das Têmporas e no sábado “Sitientes”, a Missa na qual se conferem as Ordens, deve-se dizer do sábado, mesmo quando ocorra uma festa de I ou de II classe.[1]


 

[1] RM nn. 298-300.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo