• Apostolado FERR

A Palavra de Deus (Homilia)



HOMILIA

A PALAVRA DE DEUS

Semen est verbum Dei.


Esta bela e fecunda parábola mostra-nos como a bondade de Deus espalha a semente divina, isto é, a sua palavra em todas as almas... Tem-no feito desde o princípio do mundo, e S. Paulo nos diz positivamente que os profetas eram os ministros da sua palavra: Multifariam... loquens patribus in Prophetis... Ainda com o mesmo fim de ensinar e salvar os homens, o Verbo divino faz-se carne: omnipotens sermo tuus a regalibus sedibus venit... Os Apóstolos continuaram a sua obra e semearam por toda a parte a palavra divina... Se a sua eficácia é limitada, a falta não é da semente, mas apenas dos homens que não compreenderm suficientemente o seu valor infinito e lhe opõem obstáculos de toda a espécie.


Consideremos em primeiro lugar a excelência da palavra de Deus e depois a sua eficácia...


I. - Excelência da Palavra de Deus.

1.º Semen est verbum Dei. A palavra de Deus é tudo o que Deus nos diz diretamente, ou pelos seus ministros. É a manifestação da sua vontade... A palavra de Deus escrita é a Sagrada Escritura; cada uma das suas páginas é como que uma lição para o nosso espírito e para o nosso coração... Uma carta de Deus à sua criatura para a instruir e para a conduzir ao Céu: Imperator cœli et terræ, diz S. Gregório, Dominus hominum et Angelorum pro vita tua tibi suas epistolas transmisit... A palavra de Deus pregada é a explicação da palavra escrita, neste caso estão todas as instruções que nos são dadas em nome de Deus pelos seus ministros, pela Igreja docente, para nos fazer evitar o mal e praticar o bem...


2.º Pode haver alguma coisa mais excelente do que a palavra de Deus escrita ou pregada? É a própria verdade: Ego sum veritas; é o Verbo de Deus: Verbum Dei... Nosso Senhor em pessoa, que se torna a luz da nossa alma, como na Eucaristia é o nosso alimento... Nesta ordem de ideias, Santo Agostinho não receia afirmar que “a palavra de Deus não é menos excelente que o corpo de Jesus Cristo; devemos respeitar igualmente um e outro e é necessário todo o cuidado para nada perdermos dum e outro”.


3.º A palavra de Deus semeada nas nossas almas pela pgregação, é Jesus que se nos dá... pois é ela que, como em nova encarnação, faz nas cer e crescer Jesus em nós, se somos puros e dóceis... Beatus venter qui te portavit, exclamou uma mulher da Judéia, maravilhada com as palavras de Jesus.


Dizei antes: beati qui audiunt verbum Dei et custodiunt illud! Mistério admirável! Um coração fiel, que recebe com amor a palavra de Deus, recebe Jesus em si, traz em si o Verbo de Deus; pode efetivamente dizer-se dele o que se dizia de Santo Estevão e de Samuel: que era cheio de graça e que o Senhor estava com ele... Ah! se nós tivessemos a sua fé!


4.º A palavra de Deus, anunciada do alto da cadeira sagrada, é semelhante a um grande banquete,... e as almas são convidadas para nele receberem Jesus, que se lhes dá em alimento... O pregador pode ser comparado a um cibório e o seu sermão a uma comunhão geral, na qual Jesus é partilhado indistintamente por todos... Eis porque todo o Sacerdote, antes de pregar, deveria purificar tão bem o seu coração como antes de celebrar a santa Missa; e não é sem um desígnio especial que a Igreja põe nos seus lábios, antes de começar o Evangelho, a oração: Munda cor meum ac labia mea. E todos os fiéis deveriam fazer também alguma preparação, antes de ir ouvir o sermão, como antes de ir comungar... Vede e compreendei, meus irmãos, a felicidade que temos! Com que respeito e reconhecimento deveríamos receber a palavra de Deus!... Quis são a este respeito os vossos sentimentos?


II. - Eficácia da Palavra de Deus.

1. - Quem dirá o poder e a eficácia da palavra divina!... Contemplai o firmamento, todo o universo e os seres que nele existem... eis o efeito da palavra de Deus: Dixit, et facta sunt... Deus fala e o homem é criado à sua imagem e semelhança... Contai todas as maravilhas operadas desde o princípio do mundo, pelo ministério dos Patriarcas e dos Profetas: é pela virtude da palavra de Deus... E a dupla maravilha por excelência: A Encarnação do Verbo, fazendo-se para salvar o mundo, et Verbum caro factum est...; e o aniquilamento deste mesmo Verbo divino sob as espécies eucarísticas: hoc est enim corpus meum, a fim de permanecer no meio de nós como nosso alimento e infável consolador até à consumação dos séculos!...

A palavra divina concedeu-nos todos estes dons... gratias Deo super inenarrabili dono eius!


2. - Jesus, descido à terra para nos salvar, confia à sua Igreja os meios de salvação que ela nos deve comunicar... Vede como ainda aqui a sua palavra é eficaz!... Ele disse a Pedro: Portæ inferi non prævalebunt adversus Ecclesiam meam; e, com efeito, a Igreja triunfou, e triunfará até ao fim do mundo de todos os esforços do demônio e de todos os perseguidores, hereges e pseudo-filósofos... Jesus disse também a Pedro: Ego rogavi pro te, ut non deficiat fides tua, et tu aliquando conversus, confirma fratres tuos, e aos apóstolos: ecce ego vobiscum sum omnibus diebus usque ad consumationem sæculi; e eis a Igreja assegurada com a infalibilidade doutrinal, a fim de poder, até ao fim dos tempos, alimentar as almas com a mais pura das verdades... A palavra divina institui igualmente os diferentes Sacramentos, e no decorrer dos séculos, a água, o óleo santo, a sentença do confessor, serão os sinais efetivos da graça e da vida divinas infundidas na alma dos fiéis...


3. - A força e eficácia desta palavra divina distinguem-se com brilho, não somente se a considerarmos em si, mas também na fundação da Igreja por Jesus Cristo e na pregação que dela se fez... Vede os Apóstolos e os seus sucessores: que prodígios operaram com esta palavra divina, desde o dia do Pentecostes até aos nossos dias, na ordem sobrenatural; in omnem terram exivit somus eorum...Venceram o demônio, derrubaram os ídolos, estirparam vícios, fizeram resplandecer as virtudes cristãs!... Por ela transformaram o mundo, conduziram os homens aos pés de Jesus Cristo e conduziram os homens aos pés de Jesus Cristo e estabeleceram o reino de Deus, propagando a sua Igreja por todo o mundo: Vox Domini in virtute, vox Domini in magnificentia... Vox Domini confringentis cedros... Dominus dabit verbum evangelizantibus virtute multa... Veritas manet in æternum...


4. Quem contará o número de almas convertidas, santificadas e salvas pela palavra de Deus?... Fides ex auditu, auditus autem per verbum Christi... Eloquia casta, argentum igne examinatum, purgatum septuplum... Quantos corações rejuvenescidos, consolados e fortificados por ela!


Os Judeus confessaram aos Gregos que a sua consolação eram os livros Santos: habentes solatio santcos Libros qui sunt in manibus nostris (Macab. XII, 9). A razão é porque esta palavra é um maná celeste, antídoto divino contra todas as doenças: Qui manducar hunc panem, vivet in æternum... Vivit homo in omni verbo quod procedit ex ore Dei. Vede como ela foi um instrumento de conversão e de salvação na boca dos Santos, de S. Bernardo, S. Francisco de Sales, S. Vicente de Paulo, etc.


É o grão de mostarda tornado árvore, é o fermento levedando toda a massa... Se quisermos refletir, pediremos ao Senhor, com mais razão ainda do que David: Revela oculos meos, et considerabo mirabilia de lege tua.


5. Santo Ambrósio, comentando este versículo do Salmo 118: Ignitum eloquium tuum vehementer, chama à palavra de Deus um fogo benéfico que purifica a alma, queimando nela os espinhos e as silvas, isto é, as afeições carnais, as ligações perigosas, os maus desejos: “Mundat animum, consumit errorem; urit ut corrigat conscientiam peccatoris, non exurit ut perdat”.


Ela ilumina-a, salientando o nada das coisas deste mundo e o valor das do Céu,... mostrando o caminho da virtude e da pátria bem-aventurada, como a coluna de fogo guiava os Judeus do deserto; é um verdadeiro sol que ilumina a nossa alma, lux vera:

“Accende hunc prius ignem in mentibus tuis, ut Christi tibi lumen effulgeat”.


Ela abrasa-a com os ardores da caridade, faz-lhe operar maravilhas por Deus e adquirir tesouros imensos de mérito para o Céu;“Dominus ignem sparsit, qui secretos mentium, divinæ ardore cognitionis, inflammaret affectus, qui vaporem fidei et devotionis adoloret, qui cupiditatem virtutis accenderet”. Felizes as almas fiéis nas quais a palavra de Deus produz tão bons frutos...


Amen, amen dico vobis, si quis sermonem meum servaverit, non gustabit mortem in æternum.


Conclusão. - Aqui tendes, em poucas palavras, a excelência e a eficácia da palavra divina.

Até hoje tendes tido consideração e respeito por ela?

Produziu em vós algum destes efeitos maravilhosos?...

Ah! a palavra de Deus prega-se por toda a parte... e no entanto que sempre é estéril e improfícua!...


Não imputemos este resultado senão à nossa negligência e à nossa malícia...

Nós não a recebemos com o respeito e o amor, que ela merece; não a escutamos nem nos preocupamos com a sua prática. Ah, receai a ameaça do Senhor: Verbum meum non revertetur ad me vacuum...


Tomais, pois, a resolução de ler e escutar doravante a palavra divina com mais atenção e devoção a fim de que vos guarde, vos santifique e vos torne dignos da recompensa do Céu. Amen.



MISSA DO DOMINGO DA SEXAGÉSIMA




#homilia #sermao #paraboladosemeador #apalavradedeus #sexagesima

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Pinterest
  • Facebook ícone social

© 2020 Apostolado FERR - Forma Extraordinária do Rito Romano