• Apostolado FERR

A Terça-feira da I semana da Quaresma




COMENTÁRIOS LITÚRGICOS SOBRE A

TERÇA-FEIRA DA I SEMANA DA QUARESMA

O Ano Litúrgico

Dom Próspero Gueranger


Em Roma a Estação tinha lugar antigamente na Igreja do santo Mártir Ciríaco e assim está marcado no Missal romano; porém, este antigo santuário ficou arruinado e o corpo do Santo diácono trasladado por Alexandre VII (1655-1667) para a Igreja in via Lata, onde realiza-se agora esta estação.


COLETA

OLHAI, Senhor, para a vossa família, e fazei que a nossa alma que se castiga com a mortificação da carne, resplandeça a vossos olhos pelo ardente desejo de Vos possuir. Por Nosso Senhor.


EPÍSTOLA

Leitura do Profeta Isaías

NAQUELES dias, falou o profeta Isaías, dizendo: Procurai o Senhor, enquanto O podeis encontrar; invocai-O, enquanto está perto. Abandone o ímpio o seu caminho, e o homem iníquo seus pensamentos, e converta-se ao Senhor porque terá piedade dele, e ao nosso Deus, porque é misericordioso para perdoar. Não são os vossos pensamentos, meus pensamentos; nem os vossos caminhos são os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são elevados acima da terra, assim serão meus caminhos acima dos vossos caminhos, e meus pensamentos acima dos vossos pensamentos. E como a chuva e a neve descem do céu e não mais a ele voltam, mas embebem a terra, nela penetram, e fazem-na produzir, para que dê semente ao semeador e pão para comer, assim a palavra que sai de minha boca não voltará a mim, sem efeito, porém fará tudo quanto quero e produzirá os efeitos para os quais foi enviada, disse o Senhor onipotente.


CONFIANÇA E VIGILÂNCIA – O Profeta, falando-nos em nome de Deus, assegura-nos que, se desejamos sinceramente a nossa conversão, encontraremos misericórdia. A distância infinita que existe entre a soberana santidade de Deus e a alma que está contaminada pelo pecado não é obstáculo para a reconciliação entre a criatura e o Criador. A bondade de Deus é onipotente, pode criar um coração limpo (Sl 50,12) naquele que se arrepende e, onde o pecado abundou, pode fazer a graça superabundar (Rm 5,20). A palavra do perdão descerá do céu como chuva abundante sobre a terra ressequida e essa terra produzirá uma colheita abundante. Mas, deixe o pecador dar ouvidos ao resto da profecia. O homem tem liberdade para aceitar ou recusar esta palavra que vem do céu? Pode ele, por enquanto, negligenciá-lo, na esperança de que seja bem-vindo mais tarde, quando sua vida estiver próxima do fim? Não! Deus nos diz pelo seu Profeta: Busque o Senhor, enquanto Ele pode ser encontrado; chame-o, enquanto Ele está próximo! Não podemos, portanto, procurar o Senhor somente quando for adequado ao nosso humor inconstante. Sua proximidade para conosco nem sempre será a mesma. Tomemos cuidado! Deus tem seus tempos, e o tempo da misericórdia pode ser seguido pelo tempo da justiça. Jonas atravessou as ruas da cidade orgulhosa, gritando: Em quarenta dias Nínive será destruída (Jn 3,4). Nínive não permitiu que os quarenta dias passassem sem retornar ao Senhor; a cidade inteira se vestiu de saco, sentou em cinzas, jejuou e foi poupada. Vamos imitar o sincero arrependimento desta cidade culpada, não permitamos que a Justiça Divina se rebele, por nos recusarmos a fazer penitência, ou fazendo de maneira negligente. Esta Quaresma talvez seja a última misericórdia de Deus para conosco. Se adiarmos nossa conversão, Deus pode nos recusar outra oportunidade. Meditemos sobre estas palavras do Apóstolo, que repetem a verdade que nos é contada na Epístola de hoje: “A terra que recebe chuvas frequentes e fornece ao agricultor boas searas, é abençoada por Deus. A que produz só espinhos e abrolhos, é abandonada, não demora e será amaldiçoada e acabará sendo incendiada” (Hb 6,7-8).


EVANGELHO

Continuação do santo Evangelho segundo São Mateus

NAQUELE tempo, tendo Jesus entrado em Jerusalém, alegrou-se toda a cidade dizendo: Quem é Este? As multidões diziam: Este é Jesus, Profeta de Nazaré, na Galiléia. E Jesus entrando no templo de Deus, dali expulsou todos os vendedores e compradores, derrubando as mesas dos cambistas e as cadeiras daqueles que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: Minha casa chamar-se-á casa de oração; vós, porém, fizestes dela covil de ladrões. E d’Ele se aproximaram, no templo, cegos e coxos e Ele os curou. Vendo os príncipes dos sacerdotes e os escribas as maravilhas que Ele fazia e os meninos que gritavam, no templo, dizendo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se e Lhe disseram: Ouvis o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim, ouço. Nunca lestes: Da boca dos meninos e das criancinhas de peito tirastes louvor perfeito? E deixando-os, retirou-se para fora da cidade, e foi para Betânia, ficando ali.


OBEDIÊNCIA – Nossa Quaresma ainda está no começo e já encontramos os inimigos implacáveis de Jesus mostrando seu ódio contra Ele: esse ódio em breve trará Sua morte. Mas como pode ser isso? Eles não foram testemunhas das Suas maravilhosas obras? Sim, é verdade, mas o orgulho e o ciúme fizeram com que perdessem os sentidos. Esses guardiões do Templo de Deus sem fé viram Jesus exercer sua autoridade no lugar santo e não abriram seus lábios; Eles ficaram espantados com o que Ele fez e, por isso, O temiam. Eles nem sequer protestaram quando Ele chamou o Templo de Sua casa, mas ficaram impressionados com Sua grande virtude e poder sobre-humano. Mas, tendo essas primeiras impressões diminuído, sua ousadia impiedosa retorna. Eles ouvem as criancinhas cumprimentando nosso Salvador com Hosana e eles ficam indignados. Eles se preocupam em ficar chocados com essa honra que é dada ao Filho de Davi que andou por toda parte fazendo o bem. Esses doutores da Lei são cegados pela paixão e não podem compreender as profecias nem o seu cumprimento. É a verificação das palavras de Isaías, que acabamos de ler na Epístola: eles não buscariam o Senhor, enquanto Ele estava perto, e agora que eles estão falando com Ele, não O reconhecem por seu Messias. As criancinhas O conhecem e O bendizem; mas os sábios de Israel vêem n’Ele um inimigo de Deus e um blasfemo! Vamos pelo menos lucrar com a visita que Ele agora nos concede para que não nos trate como fez com os príncipes dos sacerdotes e escribas, e nos deixe. Ele retirou a sua presença deles, saiu da cidade e voltou para Betânia, que ficava perto de Jerusalém. Era lá que Lázaro estava morando com suas duas irmãs, Marta e Maria Madalena. Maria, a Mãe de Jesus também havia se retirado para lá, aguardando o terrível acontecimento. São Jerônimo observa aqui que a palavra Betânia significa a Casa da Obediência: isso, diz o Santo doutor, deve nos lembrar, que o nosso Salvador se retira daqueles que são rebeldes à Sua graça, e que Ele ama estar com os obedientes (Mt 21). Aprendamos bem a lição e, durante estes dias da salvação, mostremos, por nossa obediência à Igreja e nossa submissão à guia de nossa consciência, que estamos completamente convencidos desta verdade de que não há salvação para nós, exceto em humildade e simplicidade de coração.


ORAÇÃO

Oremos.

Humilhai as vossas cabeças diante de Deus.

Fazei subir as nossas preces à vossa presença, ó Senhor, e afastai de vossa Igreja toda especie de mal. Por Nosso Senhor.



#gueranger #quaresma #obediencia #anoliturgico



SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Pinterest
  • Facebook ícone social

© 2019 Apostolado FERR - Forma Extraordinária do Rito Romano