AS MISSAS FESTIVAS






1. Por Missa da festa, se entende em sentido próprio, a Missa do Mistério, do Santo ou Beato que se celebra segundo a ordem do Ofício. Em sentido lato, se chamam também Missas da festa:

a) a Missa de uma festa de III classe impedida por outra festa do mesmo grau;

b) a Missa da comemoração no Ofício do dia corrente;

c) a Missa do Mistério, do Santo ou do Beato, cujo elogio se acha nesse dia no Martirológio ou em seu Apêndice aprovado para as respectivas Igrejas.


2. As Missas festivas enunciadas no número precedente gozam de todos os direitos litúrgicos tal como se celebrasse a festa com todo seu Ofício. Entretanto:

a) a Missa de uma festa de III classe impedida pode-se dizer em seu próprio dia, somente se a festa que a impede for também de III classe;

b) a Missa da comemoração no Ofício ocorrente do dia, e a Missa do Mistério, do Santo ou do Beato cujo elogio aparece nesse dia no Martirológio ou em seu Apêndice, aprovado para as respectivas Igrejas, pode-se dizer somente se ocorre num dia litúrgico de IV classe.


3. As Missas chamadas festivas em sentido lato, são proibidas nas igrejas que tem somente um única Missa:

a) sempre que urge o encargo da Missa conventual, que não se pode satisfazer por outro sacerdote, a não ser que a Missa, conforme RM n. 289, possa ser dita como conventual;

b) sempre que nas Ladainhas se deva dizer, conforme as rubricas, a Missa das Rogações.


4. Porém, para a escolha do formulário da Missa festiva fora da Missa conventual, deve-se observar o seguinte:

a) para as Missas que se acham no Próprio dos Santos, toma-se a Missa que, no Missal, está marcada no seu dia. Entretanto, no lugar da Missa do Comum se pode dizer, à livre escolha do sacerdote celebrante, a Missa própria da mesma festa, caso exista, entre as Missas “Pro aliquibus locis”;

b) para as festas que não se acham no Próprio dos Santos, toma-se a Missa do Comum. Todas as vezes que no mesmo Comum há vários formulários, a escolha fica à vontade do sacerdote celebrante. Porém, em cada um dos Comuns as Epístolas e Evangelhos que se acham ou nas próprias Missas ou ao fim de todo Comum, podem ser usadas em qualquer Missa do mesmo Comum.[1]


 

[1] RM nn. 301-305.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo