• Apostolado FERR

As respostas do Coroinha na Santa Missa

Atualizado: 21 de Set de 2019



Assistir no Canal



ORAÇÕES AO PÉ DO ALTAR


Antífona

V. Introíbo ad altáre Dei.

R. Ad Deum, qui lætíficat iuventútem meam.


Salmo 42

V. Iúdica me, Deus, et discérne causam meam de gente non sancta: ab hómine iníquo et dolóso érue me.

R. Quia tu es, Deus, fortitudo mea: quare me reppulísti, et quare tristis incédo, dum afflígit me inimícus?

V. Emítte lucem tuam et veritátem tuam: ipsa me deduxérunt, et adduxérunt in montem sanctum tuum et in tabernácula tua.

R. Et introíbo ad altáre Dei: ad Deum, qui lætíficat iuventútem meam.

V. Confitébor tibi in cíthara, Deus, Deus meus: quare tristis es, ánima mea, et quare contúrbas me?

R. Spera in Deo, quóniam adhuc confitébor illi: salutáre vultus mei, et Deus meus.

V. Glória Patri, et Fílio, et Spirítui Sancto.

R. Sicut erat in princípio, et nunc, et semper: et in saecula sæculórum. Ámen.

Antífona

V. Introíbo ad altáre Dei.

R. Ad Deum, qui lætíficat iuventútem meam.

V. Adiutórium nostrum ✠ in nómine Dómini.

R. Qui fecit coelum et terram.


Confiteor do Padre

O Padre reza o Confiteor sozinho, o Coroinha responde:

R. Misereátur tui omnípotens Deus, et, dimíssis peccátis tuis, perdúcat te ad vitam ætérnam.

V. Amen.


Confiteor do Coroinha

O Coroinha, inclinado, reza o Confiteor, sempre em latim:

V. Confíteor Deo omnipoténti, beátæ Maríæ semper Vírgini, beáto Michaéli Archángelo, beáto Ioánni Baptístæ, sanctis Apóstolis Petro et Paulo, ómnibus Sanctis, et tibi, pater: quia peccávi nimis cogitatióne, verbo et opere: [batendo três vezes no peito] mea culpa, mea culpa, mea máxima culpa. Ideo precor beátam Maríam semper Vírginem, beátum Michaélem Archángelum, beátum Ioánnem Baptístam, sanctos Apóstolos Petrum et Paulum, omnes Sanctos, et te, pater, orare pro me ad Dómi-num, Deum nostrum.

V. Misereátur vestri omnípotens Deus, et, dimíssis pec-cátis vestris, perdúcat vos ad vitam ætérnam.

R. Ámen.

Faz o sinal da Cruz enquanto o Padre diz:

V. Indulgéntiam, ✠ absolutionem et remissiónem pecca-tórum nostrórum tríbuat nobis omnípotens et miséricors Dóminus.

R. Ámen.


Versículos

V. Deus, tu convérsus vivificábis nos.

R. Et plebs tua lætábitur in te.

V. Osténde nobis, Dómine, misericórdiam tuam.

R. Et salutáre tuum da nobis.

V. Dómine, exáudi oratiónem meam.

R. Et clamor meus ad te véniat.

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spíritu tuo.


ANTE-MISSA


Kyrie

V. Kýrie, eléison.

R. Kýrie, eléison.

V. Kýrie, eléison.

R. Christe, eléison.

V. Christe, eléison.

R. Christe, eléison.

V. Kýrie, eléison.

R. Kýrie, eléison.

V. Kýrie, eléison.


Glória

Quando o Glória é dito, o Coroinha poderá acompanhar o Padre na recitação nas “Missas Dialogadas”. Não faz nenhuma inclinação junto com o Padre (se estiver ajoelhado), mas se benze com ele quando diz: Cum Sancto Spíritu.


Oração Coleta

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spiritu tuo.

V. Orémus. [E o Padre reza a oração da Missa, encerrando dizendo, por exemplo:] ...per omnia saecula saeculorum.

R. Ámen.


Epístola

Algumas Missas possuem mais de uma Leitura, por exemplo, nos dias das Quatro Têmporas, por isso, é bom o Coroinha ficar atento. No final da Epístola, diz:

R. Deo gratias.

Levante-se e vá transportar o Missal.


Evangelho

Depois de transportar o Missal, espera no lado do Evangelho, ao lado esquerdo do Padre.

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spíritu tuo.

V. Sequéntia ✠ sancti Evangélii secúndum N.

R. Gloria tibi, Domine!

Vai se colocar em seu lugar.

No final do Evangelho [quando o Padre beija o livro] diz:

R. Laus tibi, Christe!

Nas Missas de Defuntos o Padre não beija o livro, então se responde logo depois do fim do Evangelho.


Credo

Se há Credo, o Coroinha poderá recitá-lo juntamente com o Padre nas “Missas Dialogadas”. Não faz nenhuma inclinação junto com o Padre (se estiver ajoelhado), mas se benze com ele quando diz: Et vitam venturi saeculi.


MISSA DOS FIÉIS ou SACRIFÍCIO


Ofertório

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spíritu tuo.

Depois que o Padre recitar a antífona do Ofertório, o Coroinha vai para à credência onde serve primeiro as galhetas (com ósculos), primeiro vinho, depois água, e por fim o lavabo. Depois pega a sineta e vai para o seu lugar.


Orate, fratres

V. Oráte, fratres: e o Padre continua em voz baixa. Quando ele completar a volta inteira e ficar de frente para o altar, o Coroinha responde:

R. Suscípiat Dóminus sacrifícium de mánibus tuis ad laudem et glóriam nominis sui, ad utilitátem quoque nostram, totiúsque Ecclésiæ suæ sanctæ.

O Padre, então, reza a oração Secreta em voz baixa.


Prefácio

E o Padre conclui a oração Secreta em voz alta, dizendo:

V. ...per omnia saecula saeculorum.

R. Ámen.

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spíritu tuo.

V. Sursum corda.

R. Habémus ad Dóminum.

V. Grátias agámus Dómino, Deo nostro.

R. Dignum et iustum est.


Sanctus

O Coroinha poderá recitá-lo juntamente com o Padre nas “Missas Dialogadas”. Não faz nenhuma inclinação junto com o Padre (se estiver ajoelhado). Toca a sineta três vezes quando o Padre diz: Sanctus, Sanctus, Sanctus. E se benze quando o Padre diz: Benedíctus, qui venit....


Cânon

O Padre reza todo o Cânon em voz baixa. O Coroinha deve estar atento para tocar a sineta na Consagração.


CONSAGRAÇÃO

Quando o Padre colocar as mãos estendidas sobre o cálice e a hóstia, o Coroinha toca a sineta. Quando retirar as mãos, o Coroinha vai se colocar sobre o supedâneo para a Consagração. Consagração da hóstia: Depois que o Padre consagrar a Hóstia, quando ele fizer genuflexão o Coroinha toca a sineta, toca a sineta novamente enquanto o Padre eleva e abaixa a Hóstia, e toca a sineta novamente quando o ele fizer novamente genuflexão. Consagração do vinho: Depois que o Padre consagrar o Cálice, quando ele fizer genuflexão o Coroinha toca a sineta, toca a sineta novamente enquanto o Padre eleva e abaixa o Cálice, e toca a sineta novamente quando o ele fizer novamente genuflexão.


Fim do Cânon

Quando o Padre fizer a pequena elevação do Cálice o Coroinha toca a sineta. Depois o Padre concluirá o Cânon em voz altar dizendo:

V. Per omnia saecula saecolorum.

R. Amen.


Pai Nosso

V. Orémus: o Padre convida e reza o Pai Nosso, e quando diz: Et ne nos inducas in tentationem: o Coroinha responderá:

R. Sed líbera nos a malo.

V. Amen.

O Padre reza em voz baixa a oração do embolismo, concluindo em voz altar:

V. Per omnia saecula saeculorum.

R. Ámen.

Quando o Padre traçar a Cruz com a Hóstia sobre o Cálice:

V. Pax Domini sit semper vobiscum.

R. Et cum spíritu tuo.


Agnus Dei

O Padre reza o Agnus Dei e o Coroinha fica atento para NÃO tocar a sineta.


Comunhão do Padre

Depois que o Padre reza rezar as orações da Comunhão e pegar a Hóstia sobre a patena, o Coroinha toca a sineta nas três vezes que o Padre disser em voz alta: Dómine, non sum dignus. E quando o Padre descobrir o Cálice, o Coroinha vai buscar a patena na credência e se colocar no lugar para a comunhão.


Comunhão dos fiéis

Quando o Padre fizer sobre si o sinal da Cruz com o Cálice, o Coroinha se inclina profundamente e reza o Confiteor (que é permitido, mas não obrigatório), como acima. Na hora de abrir o sacrário: O Coroinha só toca a sineta se o Padre não consagrou alguma âmbula. Depois, quando o Padre disser o Ecce Agnus Dei, o Coroinha toca a sineta nas três vezes que rezar: Dómine, non sum dignus. Depois comunga, e acompanha o Padre ao seu lado direito, segurando a patena com a mão direita. Depois da comunhão entrega a patena ao Padre e vai se ajoelhar em seu lugar. E toca a sineta quando o Padre fechar o sacrário. Depois se levanta, vai à credência, guarda a sineta, e serve as galhetas: primeiro vinho (no meio do altar), depois vinho novamente (no lado da Epístola) e água. Guarda tudo e volta para seu lugar.


Postcommunio

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spiritu tuo.

V. Orémus. [E o Padre reza a oração pós Comunhão, encerrando dizendo, por exemplo:] ...per omnia saecula saeculorum.

R. Ámen.


Bênção final

V. Dóminus vobíscum.

R. Et cum spíritu tuo.

V. Ite, Missa est.

R. Deo gratias.

V. Benedícat vos omnípotens Deus, Pater, et Fílius, ✠ et Spíritus Sanctus.

R. Ámen.

Nas Missas seguidas de procissão, porém, se diz:

V. Benedicamus Domino.

R. Deo Gratias.

E nas Missas de Defuntos se diz:

V. Requiescant in pace.

R. Ámen.


Último Evangelho

V. Dominus vobiscum.

R. Et cum spíritu tuo.

E se persigna com o Padre enquanto ele diz:

V. Initium ✠ sancti Evangélii secúndum Ioánnem.

R. Gloria tibi, Domine!

Se ajoelha com o Padre às palavras: Et Verbum caro.... Depois que o Padre diz: ...plenum grátiæ et veritatis:

R. Deo gratias.


Orações finais

Depois responde normalmente às orações finais quando o Padre rezar.




Baixar Cartão litúrgico com as respostas do Coroinha: AQUI!



#missatridentina #respostasdamissa #coroinha #acolito #respostasdocoroinha #latinmass #formaextraordinaria


SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Pinterest
  • Facebook ícone social

© 2020 Apostolado FERR - Forma Extraordinária do Rito Romano