• Apostolado FERR

Missa do Sábado da Paixão




SÁBADO DA PRIMEIRA SEMANA DA PAIXÃO

III classe, paramentos roxos

Estação em São João diante da porta latina

Outrora não havia Missa neste dia que era como uma vigília do Domingo de Ramos. Por isso seus Cânticos são os do dia anterior. Também nas Leituras vemos novamente Jeremias, imagem do Cristo perseguido. Os judeus O odeiam. Os pagãos (catecúmenos) O procuram e a estes Jesus fala de sua morte. Se o grão de trigo (Cristo) morrer ele dará muitos frutos, que somos todos nós, remidos por seu Sangue preciosíssimo.

INTRÓITO

(Sl 30,10,16,18,2)

MISERÉRE mihi, Dómine, quóniam tríbulor: líbera me, et éripe me de mánibus inimicórum meórum, et a persequéntibus me: Dómine, non confúndar, quóniam invocávi te. PS. In te, Dómine, sperávi, non confúndar in aetérnum: in justítia tua líbera me. – Miserére mihi.


TENDE piedade de mim, Senhor, porque estou oprimido; lívrai-me e arrancai-me das mãos de meus inimigos e dos que me perseguem. Senhor, não serei confundido, porque Vos invoquei. SL. Em Vós, Senhor, espero; não serei confundido para sempre; livrai-me por vossa justiça. – Tende piedade.

COLETA

PROFÍCIAT, quaésumus, Dómine, plebs tibi dicáta piae devotiónis afféctu: ut sacris actiónibus erudíta, quanto majestáti tuae fit grátior, tanto donis potióribus augeátur. Per Dóminum.


SENHOR, nós Vos suplicamos, permiti que o povo que Vos é consagrado aumente no fervor de uma piedosa devoção, a fim de que, instruído com este santo Sacrifício alcance tão mais abundantes Dons celestiais quanto mais ele se tornar agradável à vossa Majestade. Por Nosso Senhor.

EPÍSTOLA

(Jr 17,18-23)

Léctio Jeremíae Prophétae.

IN diébus illis: Dixérunt ímpii Judaéi ad ínvicem: Veníte, et cogitémus contra justum cogitatiónes: non enim períbit lex a sacerdóte, neque consílium a sapiénte, nec sermo a prophéta: veníte, et percutiámus eum lingua, et non attendámus ad univérsos sermónes ejus. Atténde, Dómine, ad me, et audi vocem adversariórum meórum. Numquid rédditur pro bono malum, quia fodérunt fóveam ánimae meae? Recordáre, quod stéterim in conspéctu tuo, ut lóquerer pro eis bonum, et avérterem indignatiónem tuam ab eis. Proptérea da fílios eórum in famem, et deduc eos in manus gládii: fiant uxóres eórum absque líberis, et víduae: et viri eárum interficiántur morte: júvenes eórum confodiántur gládio in praélio. Audiátur clamor de dómibus eórum: addúces enim super eos latrónem repénte: quia fodérunt fóveam, ut cáperent me, et láqueos abscondérunt pédibus meis. Tu autem, Dómine, scis omne consílium eórum advérsum me in mortem: ne propitiéris iniquitáti eórum, et peccátum eórum a fácie tua non deleátur. Fiant corruéntes in conspéctu tuo, in témpore furóris tui abútere eis, Dómine Deus noster.


Leitura do livro do profeta Jeremias.

NAQUELES dias, disseram os maus, uns aos outros: “Vinde, façamos um conluio contra o justo, porque a Lei não perecerá por falta de sacerdote, nem o conselho por falta de sábio, nem a palavra por falta de profeta. Vinde, firamo-lo com nossa língua, sem levar em conta seus discursos.” Mas tu, Senhor, escuta-me, ouve o que dizem os meus adversários. Vão pagar-me o bem com o mal, já cavaram a minha sepultura! Lembra-te que eu me mantive diante de ti, para falar em seu favor, e deles desviar a tua cólera. Entrega, pois, seus filhos à fome, abandona-os ao fio da espada. Que suas mulheres sejam estéreis e viúvas, seus homens pereçam de peste, seus jovens tombem no combate. Um grito sairá de sua casa, quando lançares, de repente, sobre eles os bandos armados, porque cavaram uma fossa para me fazer cair, e estenderam armadilhas aos meus pés. Mas tu, Senhor, conheces seu conluio para fazer-me morrer. Não perdoes a sua falta, e não esqueças o seu pecado. Que eles tombem diante de ti! Persegue-os no tempo da tua cólera, ó Senhor, nosso Deus.

GRADUAL

(Sl 34,20.22)

PACÍFICE loquebántur mihi inimíci mei: et in ira molésti erant mihi. V. Vidísti, Dómine, ne síleas: ne discédas a me.


FALAVAM-ME de paz meus inimigos, mas cheios de furor eles me atacam! V. Vós o vistes, Senhor, não vos caleis, e nem fiqueis, Senhor, longe de mim!

EVANGELHO

(Jo 12,10-36)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.

IN illo témpore: Cogitavérunt príncipes sacerdótum ut et Lázarum interfícerent: quia multi propter illum abíbant ex Judaéis, et credébant in Jesum. In crástinum autem turba multa, quae vénerat ad diem festum, cum audíssent quia venit Jesus Jerosólymam, accepérunt ramos palmárum, et processérunt óbviam ei, et clamábant: Hosánna, benedíctus qui venit in nómine Dómini, Rex Israël. Et invénit Jesus aséllum, et sedit super eum, sicut scriptum est: Noli timére, fília Sion: ecce Rex tuus venit sedens super pullum ásinae. Haec non cognovérunt discípuli ejus primum: sed quando glorificátus est Jesus, tunc recordáti sunt quia haec erant scripta de eo: et haec fecérunt ei. Testimónium ergo perhibébat turba, quae erat cum eo, quando Lázarum vocávit de monuménto, et suscitávit eum a mórtuis. Proptérea et óbviam venit ei turba: quia audiérunt eum fecísse hoc signum. Pharisaéi ergo dixérunt ad semetípsos: Vidétis quia nihil profícimus ? Ecce mundus totus post eum ábiit. Erant autem quidam gentíles ex his, qui ascénderant ut adorárent in die festo. Hi ergo accessérunt ad Philíppum, qui erat a Bethsáida Galilaéae: et rogábant eum, dicéntes: Dómine, vólumus Jesum vidére. Venit Philíppus, et dicit Andréae: Andréas rursum et Philíppus dixérunt Jesu. Jesus autem respóndit eis, dicens: Venit hora, ut clarificétur Fílius hóminis. Amen, amen dico vobis, nisi granum fruménti cadens in terram, mórtuum fúerit, ipsum solum manet: si autem mórtuum fúerit, multum fructum affert. Qui amat ánimam suam, perdet eam: et qui odit ánimam suam in hoc mundo, in vitam aetérnam custódit eam. Si quis mihi minístrat, me sequátur: et ubi sum ego, illic et miníster meus erit. Si quis mihi ministráverit, honorificábit eum Pater meus. Nunc ánima mea turbáta est. Et quid dicam ? Pater, salvífica me ex hac hora. Sed proptérea veni in horam hanc. Pater, clarífica nomen tuum. Venit ergo vox de caelo: Et clarificávi, et íterum clarificábo. Turba ergo, quae stabat et audíerat, dicébat tonítruum esse factum. Alii dicébant: Angelus ei locútus est. Respóndit Jesus, et dixit: Non propter me haec vox venit, sed propter vos. Nunc judícium est mundi, nunc princeps hujus mundi ejiciétur foras. Et ego si exaltátus fúero a terra, ómnia traham ad meípsum. (Hoc autem dicébat, signíficans qua morte esset moritúrus). Respóndit ei turba: Nos audívimus ex lege, quia Christus manet in aetérnum, et quómodo tu dicis: Opórtet exaltári Fílium hóminis ? Quis est iste Fílius hóminis ? Dixit ergo eis Jesus: Adhuc módicum lumen in vobis est. Ambuláte dum lucem habétis, ut non vos ténebrae comprehéndant: et qui ámbulat in ténebris, nescit quo vadat. Dum lucem habétis, crédite in lucem: ut fílii lucis sitis. Haec locútus est Jesus: et ábiit, et abscóndit se ab eis.


Continuação do santo Evangelho segundo São João.

NAQUELE tempo, os chefes dos sacerdotes decidiram matar também a Lázaro, porque muitos judeus os deixavam por causa dele, e acreditavam em Jesus. No dia seguinte, a multidão de pessoas que viera para a festa soube que Jesus se dirigia a Jerusalém. Tomaram ramos de palmeira e saíram a seu encontro, gritando: “Hosana! Bendito seja aquele que vem em nome, do Senhor, o rei de Israel!” Jesus encontrou um jumentinho, e sentou-se em cima, segundo o que está escrito: “Não temas, filha de Sião, eis que vem o teu rei, sentado sobre um jumentinho.” Os discípulos não compreenderam logo estas coisas; mas, quando Jesus foi glorificado, lembraram-se que aquilo havia sido escrito a seu respeito, e que o haviam realizado para ele. A multidão que estava com ele quando havia chamado Lázaro para fora do túmulo e o ressuscitara dos mortos, dava testemunho daquilo. Foi por isso que o povo veio ao seu encontro: porque haviam sabido que realizara tal milagre. Então os fariseus disseram uns aos outros: “Como vedes, não lucramos nada! Eis que todo o mundo o segue.” Havia lá alguns pagãos, entre os que subiam para adorar durante a festa. Foram eles a Filipe, que era de Betsaida na Galiléia, e lhe fizeram este pedido: “Senhor, nós queríamos ver Jesus.” Filipe foi, dizê-lo a André; André e Filipe vão dizê-lo a Jesus. Jesus lhes respondeu: “Chegou a hora em que o Filho do homem deve ser glorificado. Em verdade, em verdade, eu vos digo: Se o grão de trigo não cai na terra e não morre, ele fica sozinho; mas, se morre, produzirá muito fruto. Quem ama a si mesmo, se perde, e quem se odeia neste mundo, guarda-se para a vida eterna. Se alguém me serve, que ele me siga, e onde eu estiver, estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará. Agora minha alma está perturbada. E que direi? Pai, livra-me desta hora? Mas foi para isto que eu cheguei a esta hora! Pai, glorifica o teu nome.” Então veio uma voz do céu: “Eu o glorifiquei, e o glorificarei de novo.” A multidão que estava lá e ouvira, dizia que fora um trovão. Outros diziam: “Foi um anjo que lhe falou.” Jesus replicou: “Não foi para mim que esta voz se fez ouvir, mas para vós. E agora o julgamento deste mundo, é agora que o príncipe deste mundo vai ser lançado fora. E eu, quando tiver sido elevado da terra, atrairei todos a mim.” (Jesus indicava assim de que espécie de morte ia morrer.) A multidão respondeu-lhe então: “Nós aprendemos na Lei que o Messias permanece eternamente. Como podes dizer: É preciso que o Filho do homem seja elevado? Quem é ele, esse Filho do homem?” Então Jesus lhes disse: “Ainda um pouco de tempo, e a luz está convosco: caminhai enquanto tendes a luz, a fim de que as trevas não vos envolvam; aquele que caminha nas trevas, não sabe aonde vai. Enquanto tendes a luz, crede na luz, e sereis filhos da luz.” Assim falou Jesus, e em seguida partiu e se escondeu a seus olhos.

OFERTÓRIO

(Sl 118,12,121,42)

BENEDÍCTUS es, Dómine, doce me justificatiónes tuas: et non tradas calumniántibus me supérbis: et respondébo exprobrántibus mihi verbum.


BENDITO sois, Senhor, ensinai-me as vossas leis; não me entregueis aos soberbos que me caluniam; assim poderei responder aos que me insultam.

SECRETA

A CUNCTIS nos, quaésumus, Dómine, reátibus et perículis propitiátus absólve: quos tanti mystérii tríbuis esse consórtes. Per Dóminum.


NÓS Vos suplicamos, Senhor, livrai-nos benignamente de todas as culpas e de todos os perigos, pois nos concedestes participar de tão grande Mistério. Por Nosso Senhor.

Prefácio da Santa Cruz.

COMUNHÃO

(Sl 26,12)

NE tradíderis me, Dómine, in ánimas persequéntium me: quóniam insurrexérunt in me testes iníqui, et mentíta est iníquitas sibi.


NÃO me entregueis, Senhor, ao furor dos que me perseguem; pois se levantam contra mim testemunhas falsas e a iniquidade mentiu contra si própria.

PÓSCOMUNHÃO

DIVÍNI múneris largitáte satiáti, quaésumus, Dómine Deus noster: ut hujus semper participatióne vivámus. Per Dóminum.


SACIADOS com a liberalidade deste Dom divino, Vos rogamos, Senhor, nosso Deus, permiti vivamos sempre da participação deste Mistério. Por Nosso Senhor.

ORAÇÃO SOBRE O POVO

Oremus.

Humiliáte cápita vestra Deo.

TUEÁTUR, quaésumus, Dómine, déxtera tua pópulum deprecántem: et purificátum dignánter erúdiat; ut consolatióne praesénti, ad futúra bona profíciat. Per Dóminum.


Oremos.

Humilhai as vossas cabeças diante de Deus.

NÓS Vos imploramos, Senhor, que a vossa Destra proteja o povo suplicante e purificando-o, bondosamente o instrua, para que, pela Consolação presente, possa alcançar os bens eternos. Por Nosso Senhor.

Pode-se dizer:

V. Benedicámus Dómino.

R. Deo Grátias.

RECURSOS:

COMENTÁRIOS LITÚRGICOS: Dom Gueranger

Partes próprias da Missa: partituras

Sermão:

Meditação: Jesus é apresentado aos pontífices e por eles condenado à morte

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Pinterest
  • Facebook ícone social

© 2019 Apostolado FERR - Forma Extraordinária do Rito Romano