• Apostolado FERR

Quanto mais pura a alma, mais perto estará de Deus no Céu!


Abbé A. Monnin

O ESPÍRITO DO CURA D'ARS

NOS SEUS CATECISMOS, HOMILIAS E CONVERSAÇÃO


PARTE I

O CURA D'ARS NOS SEUS CATECISMOS


CAPITULO III

CATECISMO SOBRE AS PRERROGATIVAS DA ALMA PURA


Não há nada tão belo quanto uma alma pura!... Se o compreendêssemos, não poderíamos perder a pureza. A alma pura é desprendida da matéria, das coisas da terra e de si mesma... É por isto que os santos maltratavam o seu corpo; é por isto que não lhe concediam o que lhe era necessário, nem requer levantar-se cinco minutos mais tarde, aquecer-se, comer alguma coisa que lhe desse prazer... Aí está! O que o corpo perde, a alma o ganha, e o que o corpo ganha, a alma o perde.


A pureza vem do Céu; há que pedi-la a Deus. Se a pedirmos, alcançá-la-emos. É preciso termos bem cuidado de não perdê-la. Devemos fechar o nosso coração ao orgulho, à sensualidade e a todas as demais paixões...como quando se fecham as portas e as janelas para que ninguém possa entrar.


Que alegria para o anjo da guarda encarregado de conduzir uma alma pura!... Meus filhos, quando uma alma é pura todo o Céu a olha com amor!...


As almas puras formarão círculo em torno de Nosso Senhor. Quanto mais puro se tiver sido na terra, tanto mais perto de Deus se estará no Céu.


Quando o coração é puro, não se pode deixar de amar, porque se tornou a achar a fonte do amor, que é Deus. "Felizes, diz Nosso Senhor, os que têm o coração puro, porque verão a Deus!"


Meus filhos, não se pode compreender o poder que uma alma pura tem sobre Deus. Não é ela que faz a vontade de Deus, é Deus que faz a vontade dela. Vedes Moisés, aquela alma tão pura! Quando Deus queria punir o povo judeu, dizia-lhe: "Não me rezes, porque a minha cólera explode contra esse povo". Não obstante, Moisés rezava, e Deus poupava o seu povo; deixava-se dobrar, não podia resistir à oração daquela alma tão pura. Ó meus filhos! Uma alma que nunca foi manchada por esse maldito pecado alcança do bom Deus tudo o que quer.


Para conservar a pureza, ha três coisas: a presença de Deus, a oração e os sacramentos. Há ainda a leitura dos livros santos; esta nutre a alma.


Como é bela uma alma! Nosso Senhor fez ver uma a S. Catarina; esta achou-a tão bela que disse: "Senhor, se eu não soubesse que há só um Deus, julgaria que fosse outro! A imagem de Deus reflete-se em uma alma pura como o sol n'água.


Uma alma pura é a admiração das três pessoas da Santíssima Trindade. O Pai contempla a sua obra: "Eis aí a minha criatura!..." O Filho, o preço do seu sangue. Conhece-se a beleza de um objeto pelo preço que ele custou... O Espírito Santo habita nela como em seu templo.

Conhecemos ainda o preço de nossa alma pelos esforços que o demônio faz para perdê-la. O inferno liga-se contra ela, o Céu por ela... Oh! Como ela é grande!


Para termos uma ideia da nossa dignidade, devemo-nos lembrar com frequência do Céu, do Calvário e do Inferno.


Se compreendêssemos o que é ser filho de Deus, não poderíamos fazer o mal, seríamos como anjos na terra. Sermos filhos de Deus! Ó bela dignidade!...


É alguma coisa de belo termos um coração, e, por mais pequeno que ele seja, podermo-nos servir dele para amar a Deus! Como é vergonhoso para o homem descer tão baixo, ele que Deus colocou tão alto!


Quando os anjos se revoltaram contra Deus, esse Deus tão bom vendo que eles não podiam mais fruir da felicidade para a qual os havia criado, fez o homem e este pequeno mundo que nós vemos, para alimentar-lhe o corpo. Havia, porém, que lhe alimentar a alma; e como nada de criado pode alimentar a alma, que é espírito, Deus quis dar-se ele próprio por alimento.


Mas a grande desgraça é que descuramos de recorrer a essa divina comida, para atravessarmos o deserto desta vida. Como uma pessoa que morre de fome ao lado de uma mesa bem servida, há pessoas que levam cinquenta, sessenta anos sem alimentar a própria alma!


Oh! Se os cristãos pudessem compreender esta linguagem de Nosso Senhor que lhes diz: "Apesar da tua miséria, eu quero ver de perto essa bela alma que criei para mim. A fiz tão grande, que só eu posso enchê-la. A fiz tão pura, que só meu corpo pode alimentá-la".


Nosso Senhor sempre distinguiu as almas puras. Vede São João, o discípulo amado, que repousou sobre o seu peito!... Santa Catarina era pura; por isso passeava muitas vezes no Paraíso. Quando morreu, os anjos tiraram-lhe o corpo e levaram-no para o Monte Sinai, lá onde Moisés recebera os mandamentos da lei. Deus fez ver por esse prodígio que uma alma pura lhe é agradável, merece que mesmo seu corpo, que lhe participou da pureza, seja sepultado pelos anjos.


Deus contempla com amor uma alma pura, concede-lhe tudo quanto ela pede. Como haveria Ele de resistir a uma alma que só vive para Ele e Nele? Ela procura-O, e Deus se lhe mostra; chama-O, e Deus vem; faz uma coisa só com Ele; acorrenta-lhe a vontade. Uma alma pura é onipotente sobre o coração tão bom de Nosso Senhor.


Uma alma pura é ao pé de Deus como um filho ao pé da mãe: acaricia-a, beija-a, e a mãe lhe retribui suas carícias e seus beijos.




#catecismos #curadars #saojoaomariavianney #espiritodocuradars

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Pinterest
  • Facebook ícone social

© 2020 Apostolado FERR - Forma Extraordinária do Rito Romano